Artigos

A Câmara Municipal do Funchal dinamiza, até dia 31 de agosto, uma plataforma com o objetivo de valorizar e apelar ao consumo no comércio de proximidade. A iniciativa Stock Off Funchal pretende ajudar as 32 lojas aderentes a escoar os seus produtos e promover as boas oportunidades de compra juntos dos possíveis clientes.

A página de facebook “Stock Off Funchal” visa auxiliar os estabelecimentos comerciais do centro histórico da cidade a incrementar as vendas e informar os clientes das marcas e das promoções vigentes.  A campanha conta com 32 lojas segmentadas pelas categorias pronto-a-vestir, sapataria, ótica, estética, ourivesarias e relojoarias, arte e artesanato e comércio alimentar.

Os clientes podem consultar as marcas aderentes em www.facebook.com/stockoffunchal/e as lojas interessadas em aderir à campanha podem submeter a candidatura, através do preenchimento do formulário disponível em: https://forms.gle/TmVKNPfojwwgsBcQ9.

Enquadrada na ação municipal pós-confinamento, e inspirada no marketing digital, a plataforma procura ser um meio de divulgação dos espaços aderentes, dispostos a aderir a promoções que dinamizam o seu negócio, escoam os seus produtos e consequentemente promovem a renovação das suas coleções.

A Câmara Municipal do Funchal acaba de lançar a 9ª edição da newsletter destinada a todos os potenciais investidores no concelho. A “# FX Investe”, de periodicidade trimestral, dedica-se numa edição especial à Covid-19, às ferramentas, incentivos e apoios criados para ajudar a mitigar os problemas económicos decorrentes da pandemia.

Cada edição tem um destaque próprio, e aborda dicas ao investimento, curiosidades, estatísticas e perguntas frequentes. Dada a conjuntura atual, ao caráter sistémico e a imprevisibilidade do fenómeno, esta 9ª newsletter dedica-se ao impacto que a pandemia do Covid-19 trouxe à economia local e global oferecendo informação tratada e atualizada sobre as diferentes medidas, apoios e outros instrumentos para auxiliar comerciantes e investidores na retoma e reabertura dos estabelecimentos de comércio e serviços.

A edição especial destaca as dicas e medidas de apoio de modo a estimular a modernização e adaptação à nova realidade económica e  responder aos desafios impostos pela Covid-19. A newsletter é enviada a toda a lista de contactos do Balcão do Investidor, que inclui possíveis investidores, comerciantes, agentes culturais e hotelaria, e está disponível no site oficial da CMF e em https://balcaoinvestidor.wixsite.com/fxinveste09.

A Câmara Municipal do Funchal, através do Balcão do Investidor, estabeleceu uma parceria com a consultora nacional Deloitte, com vista a reforçar a sua ação de apoio ao tecido empresarial do concelho, realizando, para o efeito, seminários online ao longo do mês de maio, os chamados webinars, para todos os empresários interessados. O primeiro decorreu esta manhã, sob o tema “A Crise como Oportunidade de Mudança: Dicas e Instrumentos de Apoio” e contou com cerca de 60 empresários.

O Presidente Miguel Silva Gouveia explica que “a excecionalidade do momento que vivemos, decorrente dos efeitos da pandemia COVID19, obriga a que a Autarquia esteja muito presente no desenvolvimento de medidas dirigidas aos setores económicos que apresentam maior fragilidade, como é o caso do comércio, da restauração e do turismo, apoiando ativamente os empresários durante esta crise, com o propósito de dinamizar a economia.”

Na próxima semana, decorrem os próximos dois webinars: na quarta-feira,  dia 20 maio, o título será “Comércio Local – Desafios Impostos pela COVID19”, e a respetiva inscrição pode ser feita no seguinte formulário online: http://tiny.cc/7okyoz. No dia 22 maio, sexta-feira, será apresentado, por sua vez, o seminário “Restauração – Desafios Impostos pela COVID19”. Inscrição em: http://tiny.cc/8vkyoz

“Com a retoma das atividades económicas, é fundamental que a atuação dos empresários seja consciente e, acima de tudo, informada, pelo que o conhecimento e experiência destes consultores nacionais poderão representar uma importante mais-valia na sua tomada de decisões. A CMF programou, desta forma, quatro sessões online durante este mês, onde serão mostradas técnicas e dicas para lidar com a adversidade, e apresentadas tendências e exemplos de boas práticas que poderão inspirar e orientar os empresários locais.”

Todas as sessões terão início às 11h e duração estimada de uma hora. O formato será webinar, através da plataforma Zoom, sujeita a inscrição prévia nos formulários disponíveis nos canais da CMF, nomeadamente em https://covid19.cm-funchal.pt/covid-19-empresas/, onde se encontram, de resto, todas as iniciativas municipais de apoio às empresas. Após a inscrição, será enviado o link de acesso ao webinar. As dúvidas relativas a esta iniciativa deverão ser encaminhadas para balcao.investidor@cm-funchal.pt.

A Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) promove um Webinar, amanhã, dia 15 de maio, pelas 10 horas, para abordar o Guia de Boas Práticas para os Estabelecimentos de Restauração e Bebidas.

O Guia de  Boas Práticas está disponibilizado no site da AHRESP em https://ahresp.com/guia-de-boas-praticas-pos-covid19/ sendo que  o Webninar será transmitido na página Youtube da associação em: https://www.youtube.com/user/AHRESP.

O Webinar é dirigido aos empresários do setor da restauração e hotelaria e tem o intuito de clarificar as novas regras e esclarecer dúvidas aquando a reabertura dos espaços.

A participação neste seminário online é gratuita e conta com a presença do Secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, João Torres.

A Câmara Municipal do Funchal desenvolveu e lançou, logo no final do mês de março, um microsite no domínio municipal dedicado à COVID-19. Em mês e meio de atividade, esta página agregadora de todos os conteúdos respeitantes ao tema da pandemia no concelho e, em particular, no universo camarário, já recebeu cerca de 5 mil visitas.

O microsite apresenta uma interface bastante acessível, no sentido de ser o mais prático possível, e, de acordo com o Presidente Miguel Silva Gouveia, tem sido “uma ferramenta valiosa para que os funchalenses possam manter-se a par de informações oficiais e fidedignas, que são ainda mais cruciais no tempo em que vivemos.”

O autarca explica que “esta foi uma forma da CMF agregar toda a informação referente à crise pandémica num único local, promovendo o esclarecimento da população à medida que a situação foi evoluindo. Com cerca de um milhar de visitantes por semana, acreditamos que esse objetivo está a ser cumprido.”

“Além de providenciar conteúdos rigorosos e confiáveis, procurámos que a plataforma fosse também um espaço onde pudéssemos criar uma ligação mais segmentada às empresas do concelho, às famílias e às atividades de lazer, e a página tem crescido com sucesso nesse sentido, o que também nos apraz.”

Através do endereço https://covid19.cm-funchal.pt todos os cidadãos podem, assim, consultar notícias, informações úteis e recomendações, bem como aceder a uma larga panóplia de conteúdos desenvolvidos pela Autarquia para fazer face à atual crise de saúde pública.

A Associação Portuguesa de Seguradores criou um Fundo Solidário no valor de 1,5 milhões de euros que se destina a financiar a atribuição de um apoio monetário aos familiares diretos de um conjunto de profissionais que tenham contraído, no exercício da sua profissão ou de missão voluntária, em Portugal, a doença Covid-19, e em consequência desta, tenham falecido ou venham a falecer.

Entre os profissionais e voluntários abrangidos pelo Fundo encontram-se profissionais da área da saúde, das forças armadas e serviços de segurança e socorro, de gestão e manutenção de infraestruturas críticas de saúde, profissionais e voluntários formalmente integrados em atividades de apoio a lares de idosos e em organizações de apoio a pessoas com deficiência, assim como os profissionais dos serviços funerários.

As condições de acesso e as regras essenciais de funcionamento do Fundo Solidário encontram-se disponíveis na página especial Covid-19 dedicada ao Fundo Solidário do setor segurador, no site da APS em www.apseguradores.pt.

A Câmara Municipal do Funchal transmite esta sexta-feira, dia 8 de maio, em direto pelas 21h, o concerto do duo madeirense Cristina Barbosa e Vítor Abreu, inserido na iniciativa “A Cultura Que Nos Une”, que conta com 40 eventos gratuitos a ser transmitidos nas redes sociais da CMF, durante os meses de abril e maio.

A atuação desta semana terá lugar na Sala da Assembleia Municipal, nos Paços do Concelho, e será transmitida, como sempre, através das páginas oficiais da Autarquia no Facebook (Câmara Municipal do Funchal) e no Instagram (funchal_municipio). Perante a crise de saúde pública que a Região e o país atravessam, esta tem sido uma forma de dar palco aos artistas regionais, e de levar até casa dos funchalenses espetáculos diversificados e de qualidade, a partir de espaços municipais de referência.

Cristina Barbosa e Vítor Abreu são dois dos artistas mais conhecidos do panorama musical regional, e unem-se através da cultura para um concerto intimista. Cristina Barbosa venceu o Festival da Canção Infantil da Madeira em 1987 e, a partir de 1999, construiu um longo percurso de atuações nas principais unidades hoteleiras da Região. Do seu currículo constam, igualmente, participações em diversos programas de televisão e enquanto júri em festivais musicais.

Vítor Abreu é vocalista e guitarrista da banda Cool Feel Band, uma das bandas de covers mais antigas da Madeira, e atua regularmente em hotéis, bares, festivais e festas, um pouco por toda a ilha e também em Portugal Continental.

A Câmara Municipal do Funchal deu início esta segunda-feira a obras de reabilitação no Teatro Municipal Baltazar Dias. A intervenção, no valor de 130 mil euros, tem uma duração prevista de três meses, estando pronta para o início da próxima temporada artística.

O Presidente Miguel Silva Gouveia explica que a Autarquia “decidiu antecipar as obras que estavam previstas para o Verão, dada a situação em que nos encontramos de momento, com o Teatro encerrado ao público devido à pandemia de COVID-19, pelo que surgiu aqui uma oportunidade para executar esta empreitada de imediato.”

Miguel Silva Gouveia refere que “a eventual reabertura do Teatro durante este período não fica em causa, porque as obras iniciadas não prejudicam o seu funcionamento geral, mas garantimos, acima de tudo, que no arranque da próxima temporada artística, teremos renovadas condições de utilização em todos os espaços deste edifício icónico, não só na plateia e no palco, mas igualmente no salão nobre e na teia da sala, que também poderá acolher, como já aconteceu no passado, várias iniciativas culturais.”

Além do Baltazar Dias, o Município tem também em curso obras no edifício dos Paços do Concelho, onde decorre a substituição de pavimentos envelhecidos em várias áreas, aproveitando que as visitas guiadas estão igualmente suspensas. “No Funchal, a cultura continua a ser encarada como um bem essencial, mesmo em tempos de crise”, conclui o Presidente.

A Câmara Municipal do Funchal apresentou, em abril, a iniciativa “A Cultura que nos Une”, com dezenas de eventos e iniciativas para serem usufruídos pelos funchalenses na sua própria casa, enquanto durar o confinamento provocado pela crise de saúde pública que o país atravessa. Esta programação tem sido um sucesso e vai prolongar-se no mês de maio nas redes sociais camarárias.

Miguel Silva Gouveia refere que “o feedback que tivemos das pessoas desde a primeira hora foi excelente. Criámos um programa alternativo com bastante qualidade, a dar palco aos artistas regionais, com destaque para os concertos em direto, mas com a preocupação de apresentar atividades de uma forma integrada para os diversos públicos e em todos os campos culturais em que a Autarquia se move. É por isso que o programa inclui ainda teatro, dança, tertúlias, documentários e oficinas criativas e de artes plásticas, a decorrerem sucessivamente nos nossos múltiplos canais.”

“São iniciativas transversais e o facto de parte delas ser em direto estimula a adesão e a interação do público, à semelhança do que temos assistido de forma generalizada um pouco por toda a parte. É uma fórmula que resulta e na qual continuaremos a apostar, garantindo outra coisa que é fundamental neste momento, que é a sustentabilidade dos nossos artistas, porque todos estes trabalhos são pagos.”

O destaque da programação são os concertos em direto a partir de espaços municipais de referência, que são transmitidos no facebook e instagram oficiais da Câmara Municipal do Funchal. O próximo está marcado para dia 8 de maio, contando com Cristiana Barbosa e Vitor Abreu para uma atuação na sala da Assembleia Municipal, enquanto no dia 22, será a vez de Sofia Ferreira e Pedro Marques abrilhantarem o incontornável Mercado dos Lavradores.

Na página do Teatro Baltazar Dias decorrerão, por sua vez, oficinas criativas em direto, com nomes como Mariana Camacho, Miguel Pires, Gonçalo Caboz e Rui e Helena Camacho. Nas páginas dos museus destaca-se, no dia 15 de maio, a conversa “Museus em Reinvenção”, com a Vereadora da Cultura na CMF, Madalena Nunes, e um painel que inclui ainda Esmeralda Lourenço, Diogo Goes, Márcia Sousa, Lídia Gois e Raquel Fraga, bem como um concerto da Orchestra-Quartet, a 24 de maio. Finalmente, a componente literatura será assegurada pelo facebook da Biblioteca Municipal do Funchal, com contos diários e oficinas de escrita, entre outros.

“Os tempos que correm exigem que sejamos cada vez mais criativos na procura de novas soluções, mas defendendo sempre valores que para nós são essenciais, como a democratização no acesso à cultura, enquanto bem essencial, e a valorização dos artistas regionais e do nosso património. É isso que continuaremos a fazer com proximidade, partilha e uma cultura comum que nos une”, conclui o Presidente.

A Câmara Municipal do Funchal volta a permitir, a partir deste domingo, dia 3 de maio, a realização de visitas nos quatro cemitérios municipais, em São Martinho, Santo António, São Gonçalo e Monte, na sequência do fim do Estado de Emergência em Portugal. As visitas poderão ser realizadas todos os dias das 9h às 17h, em qualquer cemitério, mas terão de respeitar apertadas regras de segurança.

As entradas serão, assim, controladas à porta, e autorizadas de forma faseada, de maneira a que só esteja dentro do cemitério, em cada momento, um número reduzido de pessoas e limitado à capacidade de cada espaço, em nome da segurança de todos. Só deverão entrar, em simultâneo, duas pessoas por cada agregado familiar e todos os visitantes têm de usar obrigatoriamente máscara e luvas. Informa-se, igualmente, que no caso de se estar a realizar uma cerimónia fúnebre, a entrada de visitantes terá de aguardar até que a cerimónia termine.

Relativamente às cerimónias fúnebres, a Autarquia informa que se mantém em vigor a fixação de um limite máximo de 20 pessoas presentes e a aplicação de todas as medidas de distanciamento social e de proteção recomendadas pela Direção Geral de Saúde, quer para os funcionários municipais, quer para os funcionários das agências funerárias envolvidas.