Os nadadores salvadores das praias do Município do Funchal têm vindo a receber, desde o início do mês de maio, formação específica com vista à reabertura dos complexos balneares, de forma a melhor preparar o seu desempenho em segurança, mas também antevendo a época balnear 2020, que será marcada pelas condicionantes da crise de saúde pública em curso.

A Vice-Presidente Idalina Perestrelo, que tutela a Frente MarFunchal, explica que, “no âmbito de uma ação concertada entre as equipas de socorristas e de nadadores salvadores da FMF, foram delineados os procedimentos preventivos a implementar, bem como um Manual com as Normas de Atuação na Abordagem à Vítima e Boas Práticas, que foi criado para as equipas de resposta à emergência.”

Na elaboração deste manual interno foram seguidas as orientações atuais das autoridades regionais que tutelam o serviço de emergência médica, e que devem ser adotadas pelas equipas de emergência, em contexto de pandemia Covid-19.

“Estas normas visam contextualizar a abordagem dos nadadores salvadores da FMF nas circunstâncias atuais, dando foco à segurança dos operacionais e salvaguardando a todo o momento uma correta e atempada resposta à vítima. Este plano orientador interno será, doravante, atualizado oportunamente, aquando da publicação de novas orientações por parte das entidades competentes”, acrescenta a autarca.

No passado fim-de-semana, “a Frente MarFunchal levou a cabo, consequentemente, diversas ações de preparação e de formação presenciais e práticas em cada um dos complexos balneares do Funchal, sobre sensibilização para boas práticas, disponibilidade dos equipamentos de proteção individual, treino na colocação e remoção dos mesmos e informação sobre as alterações na abordagem à vítima”, conclui Idalina Perestrelo.