O Executivo da Câmara Municipal do Funchal reuniu esta manhã com os dirigentes da Autarquia, no sentido de preparar a próxima fase de contenção à pandemia provocada pela COVID-19, de acordo com o Plano de Contingência interno em vigor na edilidade.

O Presidente Miguel Silva Gouveia aproveitou a ocasião para fazer um balanço do trabalho que tem vindo a ser efetuado ao longo dos últimos meses, com foco na adaptação de todos os serviços municipais à crise sanitária, e passou em revista os episódios em que o Plano de Contingência interno da CMF foi ativado, registando “a forma adequada e, acima de tudo, eficaz como este foi posto em prática, em salvaguarda de todos os colaboradores camarários e de todos os munícipes. O nosso Plano de Contingência funciona e isso dá-nos a confiança necessária para encarar os desafios dos próximos meses.”

Miguel Silva Gouveia referiu que os tempos que se seguem serão exigentes para todos, mas que “a Autarquia tem a responsabilidade de continuar a dar a resposta que a cidade precisa, porque o Funchal não vai parar”, pelo que pediu “prontidão máxima a todos os dirigentes, no sentido de que nos possamos adaptar rapidamente, e com toda a segurança, aos próximos desenvolvimentos, antecipando diferentes situações em que seremos colocados à prova e estando à altura da missão que é o serviço público.”