A Câmara Municipal do Funchal lançou, no passado mês de maio e em plena crise pandémica, a marca “Made in Funchal”, com o objetivo de congregar e promover os pequenos empreendedores locais que têm marcas próprias criadas na cidade, entre artistas, artesãos e empreendedores em geral. O projeto tem crescido online ao longo do último ano, com um site próprio e uma página na rede social Instagram, e já conta com o registo de 117 marcas próprias.

Miguel Silva Gouveia explica que esta plataforma municipal, disponível em https://www.madeinfunchal.cm-funchal.pt/, “tem possibilitado, ao longo dos últimos meses, que o Município divulgue, de forma sistematizada, as marcas dos pequenos empreendedores locais, estimulando assim a venda dos seus produtos e serviços, e promovendo parcerias potenciadoras dos negócios em causa, com as quais todos temos a ganhar, numa fase em que é fundamental apoiar a economia local perante a atual conjuntura socioeconómica.”

“Este site tem-se assumido como uma forma de dinamizar a economia local e de apoiar os comerciantes face às dificuldades que estamos a viver, potenciando as plataformas digitais e as suas mais-valias, que ganharam ainda maior importância nesta fase, quer para divulgação, quer para vendas online, devido ao confinamento social, algo que o Município já se comprometeu a aprofundar ao longo deste ano, com várias novidades em carteira”, acrescentou.

No imediato, a Autarquia prepara-se para reforçar a aposta na marca “Made in Funchal”, dando visibilidade “a mais de uma centena de empreendedores locais e aos seus respetivos canais, desde logo em termos de redes sociais, de modo a que os clientes possam entrar de imediato em contacto com os comerciantes”, explica o Presidente. O site está, de resto, dividido em 8 categorias: Alimentação, Artigos de Bebé, Bijuteria, Comunicação e Artes, Lar e Decoração, Moda e Acessórios, Saúde e Bem-Estar, Tecnologia e Serviços.

“O Made in Funchal é uma afirmação da estratégia integrada do Município com vista a apoiar, revitalizar e adaptar o comércio da cidade para os desafios atuais, promovendo o que de bom se faz no Funchal, criando uma rede de parcerias e priorizando o consumo dos produtos locais. Assim que as condições o permitam, o Município levará também a efeito o primeiro salão Made in Funchal”, conclui o Presidente, “confiante de que este é um projeto com uma identidade forte e com todas as condições para se afirmar na realidade regional no futuro.”