A Câmara Municipal do Funchal, através da SociohabitaFunchal, lançou o projeto solidário e de responsabilidade social “Família a Família”, que tem por objetivo encontrar uma empresa, instituição ou família que ajude, de forma voluntária, outra família em situação de carência socioeconómica, ou ainda utentes dos Centros Comunitários, inquilinos da CMF e candidatos à habitação social do Município do Funchal, através da doação de bens alimentares e da ajuda com despesas de habitação, transporte, saúde e educação, entre outras.

A Vereadora com o pelouro do Desenvolvimento Social na Autarquia, Madalena Nunes, salienta que, através desta iniciativa, “pretendemos minimizar os impactos socioeconómicos provocados pela crise pandémica, e contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos nossos munícipes, apelando ao espírito de responsabilidade de cada um, em prol do bem-estar das outras pessoas. Este processo implica que foquemos o nosso olhar nos nossos concidadãos e concidadãs, e possamos perceber que cada ação individual, mesmo que pareça minúscula, fará a diferença na vida de uma família, criança, adulto ou idoso.”

A SociohabitaFunchal, empresa municipal que é responsável pela gestão dos empreendimentos de habitação social e pelos Centros Comunitários do Município, tem vindo, ao longo das últimas semanas, a confrontar-se com uma crescente procura de apoio por parte de famílias mais vulneráveis do concelho. O projeto “Família a Família” irá, deste modo, promover a melhoria das condições de vida das famílias/indivíduos em situação de carência extrema ou vulnerabilidade social, procurando dar respostas às necessidades específicas de cada agregado familiar, “permitindo um apoio amplo, não só ao nível dos bens alimentares, que geralmente é o que as instituições oferecem, mas também de produtos de higiene pessoal e doméstica, e ainda nas despesas de saúde, transportes, educação e da própria habitação. O projeto distingue-se, igualmente, pelo facto de ser direcionado e personalizado, permitindo um apoio direto a uma família de forma continuada.”

A Vereadora Madalena Nunes conclui que “o Funchal, enquanto entidade pertencente à rede internacional das Cidades Educadoras, tem trilhado um caminho intencional de consciencialização individual, segundo a premissa de que, em qualquer território, a qualidade da vida de cada um de nós só melhorará, se todos nos preocuparmos e atuarmos nesse sentido. Todos juntos faremos, com certeza, a diferença.”

As entidades, famílias ou cidadãos comuns que queiram associar-se a este projeto, deverão preencher um formulário, disponível em https://bit.ly/2XkJoqg, e submeter a sua candidatura para o e-mail familiaafamilia2020@gmail.com. Em alternativa, podem contactar o 291 002 360 ou dirigir-se presencialmente à sede da Sociohabita, na Rua 5 de Outubro, nº 61.