A Câmara Municipal do Funchal lança, esta semana, a segunda fase do programa “A Cultura que nos Une”. Depois do sucesso da programação nas redes sociais municipais ao longo dos meses de abril e maio, a CMF aposta agora numa nova série de eventos entre os meses de junho e agosto, desenhada a pensar no período de desconfinamento que vivemos.

O Presidente Miguel Silva Gouveia fala de “uma iniciativa que deixou marca e que contou nas redes sociais, ao longo de dois meses, com mais de 100 mil visualizações. Não podíamos ficar indiferentes ao efeito que conseguimos criar, quer junto dos espetadores, quer junto dos artistas, pelo que a decisão de transpor o programa de «A Cultura que nos Une» para o período de desconfinamento tornou-se algo incontornável.”

“Vamos promover, assim, entre junho e agosto, e até ao início da próxima temporada artística, o regresso gradual dos funchalenses aos espetáculos municipais, cumprindo todas as regras de segurança determinadas pela Autoridade de Saúde. Os espetáculos continuarão a ser transmitidos nas redes sociais do Município, mas, em linha com a campanha que o Município tem na rua neste momento, é indispensável acompanharmos o desconfinamento com a mesma dedicação com que estivemos ao lado dos funchalenses durante a quarentena. É preciso voltar a viver o Funchal e as experiências que a cidade proporciona.”

Ao longo do próximo trimestre, o Funchal vai principiar, desta forma, a normalização dos eventos, mas cumprindo estritamente as indicações da Autoridade de Saúde, desde logo com lotações limitadas. O Teatro Municipal Baltazar Dias e os museus municipais contarão, assim, com lotações simbólicas para alguns dos espetáculos previstos, até 15 pessoas, a começar já esta sexta-feira, dia 5 de junho, com o espetáculo de Vânia Fernandes no Teatro. O mesmo acontecerá no dia 26 de junho, com o concerto dos Triola, no Museu do Açúcar.

No próximo dia 20 de junho, será, por sua vez, o Cais do Carvão a voltar à cena, com um concerto dos DUL (Dul and Nouk White) com previsão de 80 pessoas sentadas e com a garantia da Autarquia de controlo de entradas, definição de itinerário, marcação de lugares e todos os distanciamentos necessários.

A par do regresso de espetadores aos espetáculos promovidos pela CMF, serão, no total, mais 40 eventos a terem lugar entre junho e agosto nas redes sociais camarárias, no âmbito do programa de “A Cultura que nos Une”, que inclui música, teatro, dança, tertúlias, documentários e oficinas criativas e de artes plásticas, e continuará a decorrer no facebook da Câmara Municipal do Funchal, do Teatro Baltazar Dias, dos Museus Municipais Henrique e Francisco Franco e A Cidade do Açúcar e ainda da Biblioteca Municipal do Funchal.

A Câmara Municipal do Funchal organiza, esta sexta-feira, dia 5 de junho, pelas 21h00, o primeiro concerto com a presença de público, da iniciativa “A Cultura Que Nos Une”. A artista madeirense Vânia Fernandes, neste momento importante de desconfinamento, e de regresso gradual dos espetáculos musicais, subirá ao palco do Teatro Municipal Baltazar Dias, acompanhada pelos músicos Ricardo Dias e Vítor Anjo.

Este concerto presencial é a segunda fase desta iniciativa camarária de sucesso, e cumpre escrupulosamente todas as indicações emanadas pelas Autoridades de Saúde, destacando-se a lotação da sala de espetáculos que será limitada a 15 pessoas. A Autarquia continuará, como até aqui, a transmitir, entre junho e agosto, estes espetáculos através das páginas oficiais do Município no Facebook (Câmara Municipal do Funchal) e no Instagram (funchal_municipio).

Vânia Fernandes é uma artista que quase dispensa apresentações, o seu talento e voz inconfundível tem marcado o panorama musical regional e nacional nos últimos anos. Licenciada em música, a funchalense alcançou especial notoriedade ao ganhar o programa Operação Triunfo, e posteriormente ao vencer, em 2008, o Festival RTP da Canção, onde viria a representar Portugal no Festival Eurovisão da Canção. Do seu currículo, constam, igualmente, participações em diversos eventos musicais entre eles o Funchal Jazz, Angrajazz, Além Tejo Jazz, e projetos no fado como “Vânia Canta Amália”.

A Câmara Municipal do Funchal, através do seu Departamento de Economia e Cultura, e com a colaboração do Serviço Municipal de Proteção Civil, lançou um guia de boas práticas sanitárias para o comércio e serviços, com o intuito de reunir numa única plataforma todas as informações importantes relativas a estas temáticas e, desta forma, prestar um apoio fulcral aos empresários regionais.

O Presidente Miguel Silva Gouveia explica que “numa altura em que os estabelecimentos comerciais estão a retomar a sua atividade, achámos importante criar este guia, que está facilmente acessível a todos interessados, e que congrega as práticas a adotar nesta nova fase, facilitando a abordagem a uma informação por vezes densa e dispersa, para que os empresários possam proceder à reabertura dos seus espaços comerciais em plena segurança.”

“É determinante que este processo decorra de forma eficaz e tranquila, cumprindo escrupulosamente todas as recomendações que são emanadas pelas autoridades de saúde, e neste sentido, todas as informações foram rigorosamente selecionadas pelos nossos serviços, com esclarecimentos sobre medidas gerais de prevenção, de limpeza e de atendimento ao público, entre outras. É uma nova fase em que todos devemos fazer a nossa parte no sentido de zelar pela saúde pública, numa capital de confiança como é o Funchal”, conclui o Presidente.

O guia pode ser consultado no endereço https://comerciodofunchal.wixsite.com/praticassanitarias e está subdividido com base nas áreas de atuação de cada estabelecimento, como bar e restaurantes, espaços de atividade física e desportiva, cabeleireiros e estética, imobiliárias, joalharias, lavandarias, pronto a vestir e calçado, entre outros.

A Câmara Municipal do Funchal organizou, durante o mês de maio, através do Balcão do Investidor, e em parceria com a consultora nacional Deloitte, quatro seminários online para empresários, com o intuito de reforçar o apoio ao tecido empresarial do concelho. Esta iniciativa camarária foi um sucesso, e reuniu cerca de 270 empresários dos diversos setores de atividade, tendo já uma sessão extraordinária marcada para o próximo dia 5 de junho às 11h00.

O Presidente Miguel Silva Gouveia salientou que “estamos muito satisfeitos com os resultados desta iniciativa, procuramos, de forma particular, dentro do momento em que vivemos, estar presentes no apoio à retoma das atividades económicas, e é gratificante observar que os empresários do Funchal, e também de concelhos vizinhos, responderam de forma positiva a esta chamada, participando ativamente, e até solicitando a realização de uma nova sessão, que prontamente acedemos”.

A nova webinar acontece assim no próximo dia 5 de junho, sexta-feira, às 11h00, e será subordinada ao tema “Impactos na Gestão e Boas Práticas – Desafios impostos pela COVID-19”, um assunto igualmente relevante para as empresas neste contexto de crise pandémica que vivemos. Todos os interessados podem fazer a sua inscrição através do formulário disponível em: http://tiny.cc/hab6pz

Após a inscrição, será enviado o link de acesso ao webinar, que decorrerá através da plataforma Zoom, com a duração de uma hora. Posteriormente, as gravações de todas as sessões, serão disponibilizadas na pagina do Facebook do Balcão do Investidor, e no site https://covid19.cm-funchal.pt. Todas as dúvidas relativas a esta iniciativa deverão ser encaminhadas para balcao.investidor@cm-funchal.pt.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, inaugurou esta manhã, de forma simbólica, o novo parque infantil do Jardim da Ajuda, em São Martinho, num investimento municipal que ascende a 67 mil euros, tendo sido acompanhado pelo restante Executivo camarário e pelo Presidente da Junta de Freguesia, Duarte Caldeira.

Miguel Silva Gouveia salientou, na ocasião, que “este novo espaço dedicado ao público infantojuvenil disponibiliza às famílias funchalenses uma nova zona de lazer moderna, que cumpre escrupulosamente todas as condições de segurança e a nova legislação referente aos parques infantis, depois de termos desmantelado o antigo parque aqui instalado, que se encontrava obsoleto.”

“Esta é uma obra que estava planeada e prevista no nosso plano de investimentos, e apesar do chumbo do Orçamento Municipal por parte do PSD e CDS, a Câmara Municipal do Funchal conseguiu cumprir a promessa que tinha feito aos habitantes de São Martinho, e a todos os funchalenses, inaugurando estas instalações hoje, no Dia da Criança”, acrescentou.

O novo parque infantil do Jardim da Ajuda foi inaugurado hoje, mas só poderá abrir ao público quando existir autorização nesse sentido por parte da Autoridade de Saúde, devido às medidas de segurança em curso no âmbito da pandemia de Covid-19.

O Presidente referiu, por fim, que “este novo parque infantil junta-se aos parques do Mercado da Penteada e da Fortaleza do Pico, que cumprem as novas normas, e foram pioneiros neste processo de requalificação de infraestruturas municipais para os mais novos. Mas não ficaremos por aqui, e temos em carteira outros dois novos investimentos que contamos levar a concurso ainda este ano, que são o parque infantil de São João, na freguesia de São Pedro, e o parque intergeracional do Parque de Santa Catarina.”