A Câmara Municipal do Funchal tem a decorrer, até ao próximo dia 31 de maio, o concurso municipal “QuarenTeens” – um prémio à criatividade, criado no sentido de distinguir as ideias e expressões artísticas mais originais, seja em vídeo, fotografia, pintura ou música, entre outras, de jovens que residem, estudam ou trabalham no Município do Funchal, e ainda daqueles que têm vindo a cumprir o seu período de confinamento social fora da Região.

Esta foi uma das diversas iniciativas que a Autarquia promoveu ao longo dos últimos dois meses dirigidas aos jovens funchalenses, no sentido de ajudar a ultrapassar os constrangimentos causados pela crise de saúde pública que tem vindo a afetar o país, cultivando a sua proximidade e participação.

O concurso encontra-se aberto à participação dos jovens entre os 14 e os 30 anos, que o devem fazer de forma individual, com apenas uma proposta. A entrega das propostas decorrerá até ao final do mês e todos os trabalhos deverão ser enviados em suporte digital para o e-mail da Divisão de Juventude, Desporto e Envelhecimento Ativo, em djdea@cm-funchal.pt, com o assunto “QuarenTeens – um prémio à criatividade”.

As propostas devem ser acompanhadas da ficha de participação devidamente preenchida e demais documentos mencionados nas normas de participação, disponíveis no site da CMF, em https://bit.ly/3aEuwYJ. As propostas serão posteriormente avaliadas pelo júri definido, que terá como critérios a adequação do tema à realidade atual, a mensagem social transmitida, a qualidade estética, a qualidade técnica e a criatividade e originalidade.

A proposta vencedora será premiada com um curso online à escolha do vencedor nas plataformas https://www.edx.org/ ou https://www.coursera.org/,  até ao valor máximo de 200€, e a subscrição de uma conta Netflix pelo período de 12 meses. Ao segundo e terceiro lugar serão atribuídas subscrições de conta Netflix pelo período de 12 e 6 meses, respetivamente. A Autarquia entregará, igualmente, a todos os participantes brindes relativos à sua participação no “QuarenTeens” e os trabalhos vencedores serão divulgados no site oficial e redes sociais da Câmara Municipal do Funchal.

A Câmara Municipal do Funchal, através do Departamento de Educação e Qualidade de Vida e da SociohabitaFunchal, preparou uma série de atividades à distância para assinalar o Dia da Criança este ano.

O princípio orientador é garantir que, mesmo perante todos os condicionalismos existentes, os mais novos participarão nas atividades desenvolvidas, sendo que o desafio é lançado ao longo desta semana, e envolve famílias, centros comunitários e escolas. Todas as atividades poderão ser seguidas na página de facebook “Funchal, Cidade Educadora”.

A Autarquia propõe, assim, às crianças e jovens funchalenses, que enumerem as três coisas das quais mais sentiram falta nos últimos dois meses. O envio dos trabalhos deve ser feito até à próxima sexta-feira, dia 22 de maio, para o público em geral, e até dia 25 de maio para as escolas.

Os mais jovens podem partilhar as suas listas via áudio, vídeo, foto, texto escrito ou desenho, identificando nome e idade e enviando as mensagens para educacao@cm-funchal.pt. A Autarquia irá preparar, por fim, um vídeo com os contributos de todas as crianças que participarem.

A CMF já estabeleceu contactos com as escolas do concelho, de forma a transformar este desafio numa tarefa escolar, e enviará, para o efeito, material gráfico em formato editável, de modo a facilitar a tarefa dos professores com os registos que as crianças fizerem. Os centros comunitários do Funchal também estarão empenhados nesta tarefa e desafiarão os mais novos, por sua vez, a construir um avião com uma folha de papel, no qual devem igualmente escrever ou desenhar as coisas de que mais sentiram falta ao longo dos últimos dois meses. No caso dos centros comunitários, irá decorrer posteriormente uma atividade simbólica no próprio dia 1 de junho, em que as crianças poderão oferecer os seus aviões de papel aos colaboradores camarários.

Finalmente, serão ainda colocadas “caixas de correio” identificadas para este fim no Jardim da Ajuda, como mais uma forma das crianças ali colocarem a sua resposta ao desafio lançado. Esta será também uma forma de chegar a todas as crianças que não têm acesso aos meios digitais.

Entre as atividades previstas no programa, e que poderão ser acompanhadas na página “Funchal, Cidade Educadora”, consta igualmente um quizz sobre os direitos das crianças, dicas e receitas com legumes e frutas para os mais novos e vídeos com histórias, a partir de livros a serem explorados por Andreia Baptista e Cláudia Nóbrega.

 

A Câmara Municipal do Funchal transmite esta sexta-feira, dia 22 de maio, em direto pelas 21h, o concerto da fadista madeirense Sofia Ferreira, que será acompanhada por Pedro Marques, na guitarra portuguesa. No âmbito da iniciativa “A Cultura que nos Une”, este será o último espetáculo musical a ser transmitido em direto na página oficial da Autarquia no Facebook e no Instagram (funchal_municipio).

A CMF apresentou, em abril, a iniciativa “A Cultura que nos Une”, com dezenas de eventos e iniciativas para serem usufruídos pelos funchalenses na sua própria casa, de modo a responder ao confinamento provocado pela crise de saúde pública que o país tem vindo a atravessar. Desde então, só os concertos em direto, já foram vistos por cerca de 70 mil pessoas.

Miguel Silva Gouveia sublinha que “o feedback que recebemos foi excelente desde a primeira hora. Criámos um programa alternativo com bastante qualidade, a dar palco aos artistas regionais, com destaque para os concertos em direto, e a adesão fala por si. Os tempos atuais exigiram que fôssemos criativos na procura de novas soluções, mas defendendo sempre valores que para nós são essenciais, como a democratização no acesso à cultura, enquanto bem essencial, e a valorização dos artistas regionais e do nosso património. Conseguimos fazê-lo com proximidade, partilha e com a cultura comum que nos une”, remata o Presidente.

O concerto desta semana terá lugar no emblemático Mercado dos Lavradores. Sofia Ferreira é natural do Funchal, e desde muito cedo que se dedica ao fado, cantando as suas experiências de vida com a emoção e a alma que este género musical tipicamente português lhe transmite. Em 2019, apresentou o seu primeiro álbum, intitulado “Minha Voz”, num espetáculo que encheu o Teatro Municipal Baltazar Dias. Pedro Marques é professor e músico de guitarra portuguesa, estando ligado à música desde os 6 anos. Até hoje, já tocou para ilustres nomes do fado nacional, como Mariza, Cuca Roseta e Mafalda Arnauth, entre outros.

Acrescente-se, por fim, que até ao final do mês de maio, o programa de “A Cultura que nos Une”, que inclui ainda teatro, dança, tertúlias, documentários e oficinas criativas e de artes plásticas, continuará a decorrer nos canais do Teatro Baltazar Dias, dos Museus Municipais Henrique e Francisco Franco e A Cidade do Açúcar e ainda da Biblioteca Municipal do Funchal.

A Câmara Municipal do Funchal reabre, esta segunda-feira, dia 18 de maio, a Loja do Munícipe, sita aos Paços do Concelho, de modo a que os munícipes se possam voltar a dirigir presencialmente aos serviços camarários para fins de atendimento e para proceder a todos os pagamentos necessários.

A Autarquia solicita, ainda assim, que continuem a ser privilegiados os contactos não presenciais com os serviços, diminuindo, desta forma, os aglomerados de pessoas e promovendo o distanciamento social. Para o efeito, recomenda-se que, como canal preferencial, os funchalenses recorram ao Contact Center da CMF, através do número 291 211 000, ou ao Funchal Alerta, para reporte de todo o tipo de ocorrências no espaço público municipal: https://funchalalerta.cm-funchal.pt/

A Loja do Munícipe vai funcionar entre as 9h e as 13h e entre as 14h e as 18h, sendo higienizada todos os dias antes de abrir e ainda durante a hora de almoço. A reabertura dos serviços de atendimento presencial respeitará apertadas regras de segurança, nomeadamente com controlo de entradas, utilização obrigatória de máscaras, distanciamento social e limite de pessoas dentro das instalações ao mesmo tempo, que estarão devidamente sinalizadas, contando com a presença de um segurança profissional.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, acompanhou o início da entrega de viseiras ao comércio local, promovida pela Autarquia, numa ação que decorreu na Rua Dr. Fernão de Ornelas.

A Autarquia procedeu, esta semana, à entrega das primeiras 250 viseiras, solicitadas, até agora, por cerca de 80 comerciantes funchalenses que se encontram ao serviço, para os respetivos negócios. Os comerciantes interessados devem continuar a solicitá-las através do seguinte formulário: http://tiny.cc/j70voz

Miguel Silva Gouveia recorda que, esta semana, já tinham sido entregues viseiras aos comerciantes dos mercados municipais e enaltece a recetividade encontrada na rua, sublinhando que “o fornecimento destes equipamentos de proteção individual é mais um importante contributo do Município, no sentido de ajudar os comerciantes a cumprirem as determinações da Autoridade de Saúde, o que nesta altura representa um sobre esforço na difícil situação económica que estes estão a atravessar, daí a nossa ação imediata.”

Miguel Silva Gouveia conclui que “desde o início da pandemia, o Município tem criado iniciativas quase todas as semanas, no sentido de apoiar o tecido económico local, tendo já chegado a dezenas de empresários, em múltiplos setores de atividade, com eficácia e um impacto benéfico bastante concreto.” As principais iniciativas podem ser consultadas em https://covid19.cm-funchal.pt/covid-19-empresas/.

A Rede de Autarquias Participativas (RAP), que conta com o Município do Funchal na atual Presidência, lançou o prémio nacional “Eu Participo – Sem Sair de Casa”, com vista a reconhecer as práticas de cidadania ativa e as iniciativas de solidariedade promovidas por jovens durante o período de confinamento social.

Dada a conjuntura que o país atravessa, fruto da pandemia de COVID-19, o prémio monetário e o cabaz de brindes pretendem valorizar as ações solidárias que se geraram e que fomentaram a solidariedade e a entreajuda, minimizando o isolamento social e as consequências do confinamento.

As candidaturas estão abertas até 31 de maio e são dirigidas a jovens com idades compreendidas entre os 14 e os 30 anos, residentes em Portugal, e que tenham desenvolvido atividades de forma a facilitar a circulação de informação útil à prevenção do novo coronavírus, contribuído para combater o isolamento social, potenciado a mobilização de recursos para fazer face à crise social ou que tenham colaborado com as entidades oficiais de prevenção da doença.

Na página da rede, em https://www.oficina.org.pt/premio-eu-participo.html, pode ser consultado o regulamento e submetida a candidatura. Recorde-se que, a par deste prémio, também decorre neste momento a votação da 5ª edição do Prémio de Boas Práticas de Participação, também promovido pela RAP, onde a Assembleia Municipal Jovem do Funchal é um dos projetos finalistas. Todos os interessados podem votar, também até 31 de maio, em  http://www.portugalparticipa.pt/Candidatura/RegisterVote2. A Rede de Autarquias Participativas conta atualmente com 62 Municípios membros.

A Câmara Municipal do Funchal, através do Balcão do Investidor, estabeleceu uma parceria com a consultora nacional Deloitte, com vista a reforçar a sua ação de apoio ao tecido empresarial do concelho, realizando, para o efeito, seminários online ao longo do mês de maio, os chamados webinars, para todos os empresários interessados. O primeiro decorreu esta manhã, sob o tema “A Crise como Oportunidade de Mudança: Dicas e Instrumentos de Apoio” e contou com cerca de 60 empresários.

O Presidente Miguel Silva Gouveia explica que “a excecionalidade do momento que vivemos, decorrente dos efeitos da pandemia COVID19, obriga a que a Autarquia esteja muito presente no desenvolvimento de medidas dirigidas aos setores económicos que apresentam maior fragilidade, como é o caso do comércio, da restauração e do turismo, apoiando ativamente os empresários durante esta crise, com o propósito de dinamizar a economia.”

Na próxima semana, decorrem os próximos dois webinars: na quarta-feira,  dia 20 maio, o título será “Comércio Local – Desafios Impostos pela COVID19”, e a respetiva inscrição pode ser feita no seguinte formulário online: http://tiny.cc/7okyoz. No dia 22 maio, sexta-feira, será apresentado, por sua vez, o seminário “Restauração – Desafios Impostos pela COVID19”. Inscrição em: http://tiny.cc/8vkyoz

“Com a retoma das atividades económicas, é fundamental que a atuação dos empresários seja consciente e, acima de tudo, informada, pelo que o conhecimento e experiência destes consultores nacionais poderão representar uma importante mais-valia na sua tomada de decisões. A CMF programou, desta forma, quatro sessões online durante este mês, onde serão mostradas técnicas e dicas para lidar com a adversidade, e apresentadas tendências e exemplos de boas práticas que poderão inspirar e orientar os empresários locais.”

Todas as sessões terão início às 11h e duração estimada de uma hora. O formato será webinar, através da plataforma Zoom, sujeita a inscrição prévia nos formulários disponíveis nos canais da CMF, nomeadamente em https://covid19.cm-funchal.pt/covid-19-empresas/, onde se encontram, de resto, todas as iniciativas municipais de apoio às empresas. Após a inscrição, será enviado o link de acesso ao webinar. As dúvidas relativas a esta iniciativa deverão ser encaminhadas para balcao.investidor@cm-funchal.pt.

A Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) promove um Webinar, amanhã, dia 15 de maio, pelas 10 horas, para abordar o Guia de Boas Práticas para os Estabelecimentos de Restauração e Bebidas.

O Guia de  Boas Práticas está disponibilizado no site da AHRESP em https://ahresp.com/guia-de-boas-praticas-pos-covid19/ sendo que  o Webninar será transmitido na página Youtube da associação em: https://www.youtube.com/user/AHRESP.

O Webinar é dirigido aos empresários do setor da restauração e hotelaria e tem o intuito de clarificar as novas regras e esclarecer dúvidas aquando a reabertura dos espaços.

A participação neste seminário online é gratuita e conta com a presença do Secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, João Torres.

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, e a Vice-Presidente, Idalina Perestrelo, acompanharam, esta tarde, os trabalhos de preparação dos complexos balneares do Município com vista à sua reabertura, que terá lugar amanhã, dia 15 de maio, terminada a imposição de encerramento do Governo Regional, que vigorava desde o início do confinamento.

Esta sexta-feira, reabrem os complexos balneares do Lido e da Barreirinha, ao passo que no sábado, dia 16, reabrem, por sua vez, os complexos balneares da Ponta Gorda e da Doca do Cavacas, que terão abertas as respetivas piscinas naturais renovadas pela ação do mar, conforme determinado pela Autoridade de Saúde. As piscinas dos restantes complexos estarão encerradas.

Em todos os complexos, estarão definidas zonas distintas para a entrada e para a saída dos utentes, bem como colocadas as devidas proteções nas bilheteiras e sinalização para assegurar distanciamento social e, ainda, instalados dispensadores de desinfetante nos locais de maior passagem.

Os espaços vão funcionar sob apertadas medidas de segurança, nomeadamente aquelas que já foram definidas pela Autoridade de Saúde, e que estarão patentes à entrada de todos os complexos, destacando-se a obrigatoriedade dos utentes respeitarem o distanciamento social exigido e o uso de máscara aquando da deslocação a áreas de serviço e sanitários.

Os complexos funcionarão, de manhã, entre as 9h e as 13h e, à tarde, entre as 15h e as 19h. No intervalo de almoço (13h-15h), os espaços serão desinfetados, promovendo-se, desta forma, a rotatividade de utentes que foi solicitada às entidades gestoras, com o encerramento para limpeza durante as horas de maior calor.

Os complexos balneares do Município funcionarão, até indicações em contrário da Autoridade de Saúde, com lotações reduzidas, tendo em conta a sua dimensão. Assim sendo, no Lido e na Ponta Gorda, a lotação permitida será de cerca de 1000 pessoas, na Barreirinha de 450 e na Doca do Cavacas de 250 pessoas.

O Presidente Miguel Silva Gouveia prossegue esta sexta-feira, conforme habitual, a iniciativa semanal “Falar Funchal”, com o objetivo de manter a proximidade com os munícipes durante a atual crise de saúde pública, por via de conversas em direto com convidados reconhecidos pela sua carreira e mérito, sobre diversos temas de interesse público.

Esta semana, os convidados serão Catarina Gonçalves, a Coordenadora Nacional do Programa Bandeira Azul, e António Fontes, Presidente do Clube Naval do Funchal. A conversa decorre em direto no facebook da Câmara Municipal do Funchal, entre as 12h e as 13h, num formato aberto a questões do público, e que terá como tema a reabertura das praias e complexos balneares na Região, que decorrerá justamente amanhã, dia 15 de maio.

“Ao longo do último mês, este tem demonstrado ser um formato que interessa aos cidadãos, pelo que continuamos a apostar nele como um canal de partilha com os nossos munícipes, para conversar sobre temas de indiscutível interesse público e com excelentes convidados, do panorama regional e nacional.”

“Amanhã, vamos assim abordar aquele que é o tema que marca a semana, ou seja, a aguardada reabertura das praias e complexos balneares no Funchal, procurando, desde logo, fazê-lo de uma forma pedagógica, sensibilizando os cidadãos sobre aquelas que serão as suas responsabilidades, elucidando sobre as exigências sanitárias das autoridades competentes e procurando perceber como é que todos nós, cidadãos e entidades públicas e privadas, nos teremos de adaptar a esta nova realidade que vivemos, quais os principais desafios e como debelá-los.”

“Sabemos que este é um tema que interessa muito à população, pelo que queremos que as pessoas nos façam perguntas em direto, que esclareçam as suas dúvidas e os receios, mas acima de tudo que estas conversas continuem a ser uma forma de olhar em frente e falar do Funchal e do futuro com confiança naquilo que podemos fazer pela nossa vivência e bem-estar comum.”